Pré-conferências municipais de turismo definem pautas para votação na 4ª Conferência Municipal de Turismo

Os temas levantados nos cinco encontros serão apresentados para a população durante a conferência, no dia 16 de julho, para que sejam elencadas as prioridades de resolução

No dia 16 de julho, importantes decisões sobre o futuro do setor turístico de Foz do Iguaçu serão tomadas durante a 4ª Conferência Municipal de Turismo, que dará base para o Plano Municipal de Turismo. Os pontos que serão votados no evento foram definidos durante as cinco pré-conferências, que reuniram cerca de 350 pessoas, entre membros da sociedade civil, empresários, estudantes.

Todas as 24 problemáticas levantadas dentro das oito áreas de interesse definidas, bem como as causas e ideias para a solução, serão apresentadas pela comissão técnica durante a Conferência, que começa às 14h, na sede da Secretaria de Turismo e Projetos Estratégicos.

A população interessada em participar poderá votar e elencar as prioridades de resolução para os setores de: Infraestrutura, Meio Ambiente, Governança, Legislação, Mercado de Trabalho, Economia, Cultura, Informação e Comunicação.

“Os cinco encontros foram marcados por uma forte participação popular, o que demonstra a relevância do turismo para os iguaçuenses. Ouvindo esse público, podemos traçar um panorama sobre o atual modelo de gestão e promover o debate para um setor que seja bom para todos”, afirmou o secretário de Turismo e Projetos Estratégicos, Paulo Angeli.

Atuação integrada

Os eventos foram organizados pelas comissões de Gestão e Técnica, compostas pela Secretaria de Turismo e Projetos Estratégicos, Fundo Iguaçu, Conselho Municipal de Turismo (Comtur), Unioeste, Sindhoteis, Visit Iguassu, Itaipu Binacional, PTI-BR, Câmara de Turismo, Paraná Turismo, Polo Iguassu, ACIFI e conta com apoio de outras instituições como SENAC e SEBRAE.

“Estamos saindo de uns dos piores momentos do nosso turismo, e em alguns aspectos, saindo mais fortes como destino. Mais do que nunca, o turismo precisa ser enxergado de uma forma diferente, como agregador à cidade e seus cidadãos, resultando em qualidade de vida e trabalhado com inovação para melhorar a experiência de visitação. Foz tem muito potencial para ir além e precisamos, juntos, trabalhar para isso”, contou Yuri Benites, presidente do Comtur.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *