Inscrições para o Prêmio Paulo Freire começam no dia 27 de junho

Decreto que institui a Comissão Avaliadora do concurso foi publicado nesta terça-feira no Diário Oficial do Município

Professores da rede municipal de ensino de Foz do Iguaçu já podem organizar os projetos que serão inscritos na 14ª edição do Prêmio Paulo Freire, o concurso desenvolvido pela Secretaria Municipal da Educação que reconhece as boas práticas desenvolvidas em salas de aula e valoriza as iniciativas dos profissionais da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) – Fase 1.

“Além de valorizar os profissionais da educação, o prêmio promove a melhoria da qualidade do ensino público, estimulando professores e gestores a programarem novas situações de aprendizagem e diferentes possibilidades de ampliação do conhecimento, por meio de experiências bem sucedidas”, afirma a secretária da pasta, Maria Justina da Silva.

As inscrições começam no dia 27 de junho e seguem até o dia 6 de julho exclusivamente pelo Portal do Núcleo de Tecnologia Educacional (ead.pti.org.br/ntm). Os autores poderão inscrever os projetos dentro das categorias: Livre; Meio Ambiente/Sustentabilidade; História, Patrimônio e Cultura e Gestão Escolar. É necessário postar, no ambiente virtual, os trabalhos escritos, fotos, vídeos e demais documentos comprobatórios para apreciação da Comissão Avaliadora e, após o resultado da premiação, será aberto para apreciação pública. Não poderão concorrer ao prêmio experiências premiadas em edições anteriores.

O trabalho deverá ter no mínimo, 10 páginas e, no máximo, 20 páginas, não se computando, nesse cálculo, as páginas referentes aos seguintes itens: capa, folha de rosto, sumário e anexo. O modelo, com a estrutura, será disponibilizado no ambiente virtual do NTM (ead.pti.org.br/ntm). Todos os inscritos também participarão de uma formação com a Smed sobre como escrever e estruturar o trabalho.

O projeto deverá ter a duração de quatro meses (agosto a novembro). As apresentações estão previstas para o mês de dezembro, podendo ser realizada em mais de um dia, em razão do número de projetos inscritos. A Comissão Avaliadora definirá as datas e comunicará os participantes.

Comissão Avaliadora

Nesta terça-feira (14) foi publicado no Diário Oficial do Município o decreto que institui a Comissão Avaliadora do Prêmio Paulo Freire, composta por docentes que atuam no Ensino Superior e autoridades/ personalidades públicas, conhecidas por sua atuação competente no campo da educação básica.

Compete à comissão subsidiar os inscritos durante o processo de elaboração do projeto científico; realizar visitas às unidades escolares, para observação do desenvolvimento do projeto; compor a banca avaliadora e selecionar as melhores experiências, de acordo com os critérios elencados no art. 22 do Decreto n o 30.260, de 18 de maio de 2022.

Premiação

Serão premiados os melhores projetos, sendo até três iniciativas por categoria. Os prêmios variam de R$ 4 mil a R$ 6 mil por projeto. Todos os inscritos receberão certificados de participação, emitidos pela secretaria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *