Sonho da duplicação da Rodovia das Cataratas pode estar mais perto

Abertura das propostas para duplicação da BR-469 será dia 8 de abril

Obra envolve trecho do trevo de acesso a Argentina ao portão do Parque Nacional do Iguaçu e tem valor máximo de R$ 186,9 milhões

A abertura dos envelopes com as propostas para duplicação de oito quilômetros da BR-469, a Rodovia das Cataratas em Foz do Iguaçu, foi transferida para o dia 8 de abril. A nova data para o procedimento, previsto inicialmente em 24 de março, foi definida esta semana Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR).

A obra, do trevo de acesso a Argentina ao portão do Parque Nacional do Iguaçu, tem valor máximo estimado em R$ 186,9 milhões e prazo de execução de 18 meses. “A duplicação da Avenida das Cataratas faz parte do pacote de obras da parceria da Itaipu, governos estadual e federal e prefeitura de Foz do Iguaçu”, disse o prefeito Chico Brasileiro.

“A cidade tem obras de grande, médio e pequeno portes. São obras públicas e da iniciativa privada que trazem novo traçado urbano e evidenciam o potencial de crescimento da cidade, que apesar da pandemia, já é uma realidade”, ressaltou o prefeito.

A parceria com a Itaipu Binacional destaca Chico Brasileiro, inclui ainda a construção da Ponte da Integração Brasil-Paraguai e acessos, da Avenida Perimetral Leste e a nova iluminação da BR-277 nos trechos urbanos das cidades da região Oeste.

“Ainda nesta semana, o PTI e a Itaipu lançaram o edital para a contratação do projeto Beira Foz que vai revitalizar a Avenida Beira Rio, entre o Jardim Jupira e o centro de Foz”, disse. A iniciativa prevê ainda melhoria de espaços públicos, entre eles, o Parque do Monjolo e a restauração do prédio da prefeitura.

Ponte e viaduto

A obra da BR-469 inclui ainda vias marginais, passeios, ciclovias, quatro viadutos e uma ponte, passa-faunas, iluminação central em LED na rodovia e ao longo dos passeios. Segundo o secretário estadual Sandro Alex (Infraestrutura e Logística), os recursos previstos para a duplicação já estão no orçamento estadual e o contrato com a empresa vencedora da licitação deve ser assinado até o final de abril.

A BR-469 será duplicada em ambos os lados, com vias marginais de sentido único também nos dois lados da rodovia. Além da construção de um viaduto de acesso ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, uma nova ponte será executada sobre o rio Tamanduá, próximo ao trevo.

A rodovia é a única via de acesso ao aeroporto internacional e às Cataratas do Iguaçu, além de concentrar a presença de empreendimentos de grande porte do setor de hotelaria e de eventos. A nova concessionária do Parque Nacional do Iguaçu pretende ampliar a visitação em até três milhões nos próximos cinco anos. Atualmente, nos dia de feriado, a rodovia enfrenta trânsito pesado para o acesso ao portão do parque.

A obra é resultado de um convênio entre Governo do Paraná, governo federal e a Itaipu Binacional. O valor inicial para sua execução, tendo como base o projeto executivo elaborado em 2014, era estimado em cerca de R$ 124 milhões, recursos que serão pagos pela hidrelétrica. Com a atualização do projeto, foi necessário garantir no orçamento do Estado um aporte de quase R$ 60 milhões para a execução da obra.

Informações da PMFI e foto de Geraldo Bubniak/AEN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *